A janela de Carlos

As lembranças de Elizabeth não o faziam tão mal quanto antes. Na verdade, depois de um tempo, Carlos aprendeu a pensar nos bons momentos e a sorrir sozinho ao se lembrar deles. Viúvo há quase 10 anos, as lembranças da mulher, um peixe e a cadeira de madeira, colocada próxima à janela da sala, eram as suas companhias diárias. O casamento só não durou mais que os anos dedicados à profissão. Depois de 46...

É injusto você pedir um tempo para colocar a sua vida em ordem depois de fazer essa bagunça com a minha

É injusto você pedir um tempo para colocar a sua vida em ordem depois de fazer essa bagunça com a minha. Quem me dará tempo para arrumar as coisas dentro de mim? Quem vai me ajudar a ajuntar os cacos do meu coração que você quebrou? Você me fez mudar tudo, me fez tirar tudo do lugar e agora vai embora como se tudo não significasse nada. Pegue este tempo...

Amor, o sujeito

Sabia que não deixaria uma contribuição relevante para o mundo. Não seria lembrado por nada, não seria lembrado por ninguém. Não haveria monumentos em sua homenagem; nas praças não seriam colocadas estátuas com o seu rosto; sua assinatura não nomearia uma cidade, não nomearia um bairro, nem sequer uma rua. Assim nasceu, assim morreria: invisível. Mas, embora a ideia de ser conhecido e lembrado por um povo fosse fascinante, para...

Caçador cotidiano

Assentou-se sobre a poltrona do ônibus e esperou para ver quem se assentaria ao seu lado. Tinha esperanças de que fosse a pessoa que havia nascido para ele. Trocariam elogios e os números de telefone. Sempre andava pelas ruas devagar, esperando que o amor de sua vida o parasse e pergunte as horas. Ele já havia ensaiado como responder. Depois de sorrisos mútuos, começariam a falar sobre um assunto qualquer – o clima talvez – e a...

Como um isqueiro com pouco gás, nosso amor nasceu moribundo, nos apagamos cedo demais

(…) O amor é como um cigarro: a paixão o acende, o desejo fortalece a sua brasa e o coração recebe toda a toxina que vicia. Mas, assim como um cigarro, o amor também tem validade. Quando a brasa encontra o filtro, o amor se apaga. Odeio deixar os meus cigarros pela metade, mas não vou perder tempo tentando fumar um que já se apagou. Tornamo-nos intragáveis e, agora, o...

Algumas pessoas amam tanto, que tornam-se nobres amantes, mas mendigas de amor próprio

Algumas pessoas amam tanto, que tornam-se nobres amantes, mas mendigas de amor próprio. Elas ficam tão dependentes de esmolas afetivas que não vêm que é hora de mudar o foco e tomar outro rumo. Muitas dessas pessoas nunca encontrarão o amor verdadeiro, por perderem tempo demais acreditando que as migalhas que recebem são suficientes para matar a fome do coração. Mas não são. O rapaz, que conheceu o amor há...

Que você encontre alguém forte suficiente para subir a sua âncora e abrir as velas que você tem, mas ainda não descobriu

O amor estava ali, ancorado. O mar estava calmo, o céu era azul. Naquela embarcação deserta, seu capitão, sério e forte, dançava sozinho. Eu, em meu barco a velas, o observava. Como quem convida alguém para uma dança, o capitão solitário pegou minhas mãos e me apresentou sua embarcação. Ele colocou em mim um de seus chapéus e me deixou guiar o seu timão desbotado, mas esqueceu-se de me avisar...

Da mesma forma que o amor pode estar nos palácios e mansões, pode existir amor nos barracos sem reboco

Ele abre a porta, deixa a bolsa sobre a mesa e, sem ver que ela o esperava com lágrimas no rosto, a cumprimenta: _ Boa noite! _ Precisamos conversar. _ Diz ela. Ele, tirando os sapatos, ainda sem olhá-la, questiona: _ Aconteceu algo? Ela responde: _ Estou indo embora. Vou te deixar. Ele a olha assustado, vê uma pequena mala ao seu lado e, ainda sem entender o que estava...