O texto mais bonito do mundo

O filme mais bonito do mundo não é o que possui o roteiro mais original, não é o mais bem dirigido ou o que contou com atuações dignas de um Oscar. O filme mais bonito do mundo é aquele que você assistiu abraçado e não se lembra do final, pois, no final, o que realmente importava era quem estava ao seu lado. A música mais bonita do mundo não é...

Arquitetônico

Seus cenários, personagens e tramas nunca foram o seu ganha pão. Escrevia por amor, mas, durante um tempo, nem os amores o fazia escrever. A culpa poderia ser da abstinência de nicotina, havia parado de fumar pouco depois de escrever seu último texto e, talvez por placebo, não escreveu mais. Seu bloqueio criativo poderia estar ligado também à falta de uma paixão arrebatadora, teve alguns casos durante esse tempo, mas...

A janela de Carlos

As lembranças de Elizabeth não o faziam tão mal quanto antes. Na verdade, depois de um tempo, Carlos aprendeu a pensar nos bons momentos e a sorrir sozinho ao se lembrar deles. Viúvo há quase 10 anos, as lembranças da mulher, um peixe e a cadeira de madeira, colocada próxima à janela da sala, eram as suas companhias diárias. O casamento só não durou mais que os anos dedicados à profissão. Depois de 46...

É injusto você pedir um tempo para colocar a sua vida em ordem depois de fazer essa bagunça com a minha

É injusto você pedir um tempo para colocar a sua vida em ordem depois de fazer essa bagunça com a minha. Quem me dará tempo para arrumar as coisas dentro de mim? Quem vai me ajudar a ajuntar os cacos do meu coração que você quebrou? Você me fez mudar tudo, me fez tirar tudo do lugar e agora vai embora como se tudo não significasse nada. Pegue este tempo...

Amor, o sujeito

Sabia que não deixaria uma contribuição relevante para o mundo. Não seria lembrado por nada, não seria lembrado por ninguém. Não haveria monumentos em sua homenagem; nas praças não seriam colocadas estátuas com o seu rosto; sua assinatura não nomearia uma cidade, não nomearia um bairro, nem sequer uma rua. Assim nasceu, assim morreria: invisível. Mas, embora a ideia de ser conhecido e lembrado por um povo fosse fascinante, para...

Caçador cotidiano

Assentou-se sobre a poltrona do ônibus e esperou para ver quem se assentaria ao seu lado. Tinha esperanças de que fosse a pessoa que havia nascido para ele. Trocariam elogios e os números de telefone. Sempre andava pelas ruas devagar, esperando que o amor de sua vida o parasse e pergunte as horas. Ele já havia ensaiado como responder. Depois de sorrisos mútuos, começariam a falar sobre um assunto qualquer – o clima talvez – e a...

Como um isqueiro com pouco gás, nosso amor nasceu moribundo, nos apagamos cedo demais

(…) O amor é como um cigarro: a paixão o acende, o desejo fortalece a sua brasa e o coração recebe toda a toxina que vicia. Mas, assim como um cigarro, o amor também tem validade. Quando a brasa encontra o filtro, o amor se apaga. Odeio deixar os meus cigarros pela metade, mas não vou perder tempo tentando fumar um que já se apagou. Tornamo-nos intragáveis e, agora, o...

Algumas pessoas amam tanto, que tornam-se nobres amantes, mas mendigas de amor próprio

Algumas pessoas amam tanto, que tornam-se nobres amantes, mas mendigas de amor próprio. Elas ficam tão dependentes de esmolas afetivas que não vêm que é hora de mudar o foco e tomar outro rumo. Muitas dessas pessoas nunca encontrarão o amor verdadeiro, por perderem tempo demais acreditando que as migalhas que recebem são suficientes para matar a fome do coração. Mas não são. O rapaz, que conheceu o amor há...